• (64) 3411-2511
  • Avenida Jose Severino, Copacabana, Catalão Goiás
  • comercial@agrosuporte.com.br
  • Acesso ao Webmail

NotÝcias

As cota├ž├Áes futuras do milho negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) ampliaram as valoriza├ž├Áes ao longo do preg├úo desta sexta-feira (29). Perto das 12h06 (hor├írio de Bras├şlia), os principais vencimentos do cereal exibiam altas entre 5,75 e 6,00 pontos. O julho/18 operava a US$ 3,50 por bushel e o setembro/18 trabalhava a US$ 3,60 por bushel.

De acordo com informa├ž├Áes das ag├¬ncias internacionais, as cota├ž├Áes acompanham a valoriza├ž├úo do trigo, que sobe mais de 4% na Bolsa de Chicago. Al├ęm disso, os investidores ainda aguardam as novas proje├ž├Áes do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), de ├írea cultivada e estoques trimestrais.

A expectativa ├ę que haja uma eleva├ž├úo nos estoques e a ├írea cultivada deve ficar pr├│xima de 35,84 milh├Áes de hectares. Os n├║meros ser├úo reportados ├ás 13h00 (hor├írio de Bras├şlia).

Ainda de acordo com dados da Reuters internacional, os pre├žos recuaram 10% no m├¬s de junho. "O milho registrou a maior queda mensal desde setembro de 2014 em meio ├ás expectativas de safras abundantes", informou a ag├¬ncia. O clima continua contribuindo para o bom desenvolvimento das lavouras americanas.

BM&F Bovespa

Na bolsa brasileira, os pre├žos do milho voltaram a testar o lado positivo da tabela nesta sexta-feira. As principais posi├ž├Áes da commodity exibiam altas entre 0,22% e 1,09%, perto das 12h00 (hor├írio de Bras├şlia). O contrato julho/18 operava a R$ 37,10 a saca e o setembro/18 trabalhava a R$ 37,00 a saca.

As cota├ž├Áes acompanham a valoriza├ž├úo dos pre├žos no mercado internacional.

Por: Fernanda Cust├│dio
Fonte: Not├şcias Agr├şcolas